Imigração

Giovani Cândido Stringari

imigrou para o Brasil em 1877, trazendo com ele a esposa Maria Iob e os filhos Francesco Giovanni Giuseppe, Luigi Giovanni, Giovanni Fortunato Crescenzio e Maria Gioseppa Candida. No Brasil nasceram Cattarina, Ângelo, Vitória Dominga e Maria Ângela. A viagem da Europa até o Brasil foi feita no NAVIO A VAPOR HENRI IV, que saiu do porto de Havre – França, no dia 17/nov/1877 e chegou ao porto do Rio de Janeiro em 13/dez/1877. Passageiros com o sobrenome Stringari, que fizeram a viagem:

STRINGARI Candido 40 anos
  Maria (Iob) 32 anos
  Giuseppe 07 anos
  Luiggi 04 anos
  Giovanni 02 anos
  Maria 08 meses
STRINGARI Giuseppe 44 anos
  Anna 37 anos
  Emiglio 08 anos
  Maria 04 anos
  Ernesto 02 meses
Sobre o navio Henri IV:

Foi construído em 1871, media 75,43x10,97 metros e 1,590 toneladas de arqueação bruta (vide fotos). Era comandado pelo Capitão Boullenger e pertencia a empresa Cargeurs Réunis, de Havre – França.

      

Do Rio de Janeiro até Itajaí, Santa Catarina, não há registro nominal dos passageiros que fizeram essa viagem nos diversos navios que faziam esta rota naquele ano, dentre eles, os navios a vapor: PURUS, WERNECK (navio militar de transporte), CALDERON e SÃO LOURENÇO. 

        

O Percurso de Itajaí até a Colônia de Luiz Alves creio que foi da forma como descreveu a Professora Didimia Lazzaris de Oliveira, em seu livro "Por um Pedaço de Terra - Luiz Alves", cujo relato está transcrito em A Saga dos Italianos do Norte

         

Cândido Stringari tomou posse de seu lote de terras na localidade de "1º Braço do Norte", na época pertencente a Luiz Alves, Município de Itajaí.

 

Clique aqui para baixar a relação de imigrantes à bordo do Vapor Henri IV.